Quando começa a velhice ?

Raquel3

Do ponto de vista biológico, o envelhecimento é descrito como um estágio de degeneração do organismo que se inicia após o período reprodutivo.

Envelhecimento esse, caracterizado pelos seguintes sinais: aparecimento de rugas e progressiva perda da elasticidade e viço da pele, diminuição da força muscular, da agilidade e da mobilidade das articulações, aparição de cabelos brancos e, eventualmente perda definitiva dos cabelos (sexo masculino), redução da acuidade sensorial (principalmente auditiva e visual), declínio da produção de certos hormônios, o que afeta a capacidade auto-regenerativa dos tecidos, distúrbios nos sistemas respiratório e circulatório (arteriosclerose, problemas vasculares e cardíacos), urogenital, etc.

Não há comprovação de que o avanço da idade determine a deterioração da inteligência que parece estar associada à educação e padrão de vida.

Algumas pesquisas têm mostrado que o processo de perda de memória provocado pelo avanço da idade, pelo menos em parte, deve-se ao fato de o cérebro se adaptar à nova condição de vida iniciada na “terceira idade”. As células relacionadas às atividades menos utilizadas seriam desativadas para concentrar esforços em áreas mais necessárias ao novo modo de vida.

O esquecimento é normal em qualquer idade. Em idades mais avançadas há, porém, um agravante que é o acúmulo de perdas de células nervosas. Durante toda a vida, nosso cérebro se desfaz diariamente de 50 a 100 mil neurônios em decorrência de lesões nas células, como pancadas na cabeça, por exemplo, e pela ação dos radicais livres(*). Como as células nervosas não se reproduzem, o número de neurônios tende a diminuir cada vez mais.

Com menos células disponíveis, o cérebro tem de fazer escolhas entre as atividades que deverão ser continuadas ou desativadas, o que vai ser determinado pelo tipo de vida que a pessoa leva.

Uma mente sã na velhice depende de hábitos saudáveis desde a juventude. O processo de envelhecimento começa antes da Terceira Idade. Se temos mais de 25 anos, já estamos perdendo a cada década de nossas vidas 2%, de células cerebrais. Além da alimentação rica em vitaminas C e E, licopeno (encontrado no tomate e na melancia), a melatonina, hormônio produzido durante o sono noturno, é um poderoso inimigo contra os radicais livres. Por isso, “uma boa noite de sono é um santo remédio para se prolongar a juventude biológica”.

Fonte: http://www.planosdesaudesenior.com.br/blog

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s